Pensar Sophia a partir da filosofia

Pensar Sophia a partir da filosofia

O volume Sophia e o nome das coisas. Pensamento e obra de Sophia de Mello Breyner Andresen reúne um conjunto de ensaios “de gente da filosofia e de outras áreas do conhecimento a olhar para a poesia como um espaço onde a filosofia se pode estabelecer. Estes textos procuram situar o pensamento e a obra de Sophia dentro de uma área especulativa como um espaço aberto ao questionamento do fazer humano e ao modo como cada um de nós é necessariamente convocado a encontrar um caminho próprio, um meio, uma voz.
No caso de Sophia de Mello Breyner Andresen o meio é a poesia, mas nele é convocada toda a existência e o diálogo contínuo entre a razão e a imaginação, a imanência e a transcendência, o repouso e o movimento – ou não fosse o mar todo o seu espaço de diálogo com ela própria.”

É assim que Celeste Natário (Instituto de Filosofia da Universidade do Porto), responsável pela organização deste volume juntamente com Renato Epifânio (Instituto de Filosofia da Universidade do Porto), Maria Luísa Malato (Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa e Instituto de Filosofia da FLUP) e Paulo Borges (Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa), descreve a natureza deste trabalho agora editado pela U.Porto Press e pelo Instituto de Filosofia.
São 20 ensaios que promovem o mapeamento de um espaço amplo em que poesia e filosofia se encontram em torno de Sophia de Melo Breyner Andresen.

O presente livro é uma publicação no âmbito das atividades do Grupo de Investigação Raízes e Horizontes da Filosofia e da Cultura em Portugal do Instituto de Filosofia da Universidade do Porto, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Livros do Autor