250 Anos da criação da Aula Náutica do Porto

A Aula Náutica do Porto foi criada por alvará régio, em 30 de julho de 1762, sob a administração da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto-Douro. Teve continuidade em cursos de pilotagem e preparatórios para oficiais de Marinha, ministrados pela Academia Real da Marinha e Comércio e pela Academia Politécnica, instituições que antecederam a Universidade do Porto.

Detalhes do livro:

Título: 250 Anos da criação da Aula Náutica do Porto
Autor(es): José Moreira de Araújo, Luís Miguel Bernardo, Marisa Monteiro
Preço: 27€ 24.30€
Ano: dezembro, 2020
Edição: 1.ª
Editora: U.Porto Press
Coleção: Estudos e Ensino
ISBN-13: 978-989-746-275-7
Dimensões: 200 mm x 20 mm x 290 mm
Número de páginas: 183
Peso: 728 g
Língua: Português
Tipo de Capa: Mole
Categoria: Universidade do Porto > Coleções, Catálogos e Exposições, História > História de Portugal

Descrição

A Aula Náutica do Porto foi criada por alvará régio, em 30 de julho de 1762, sob a administração da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto-Douro. Teve continuidade em cursos de pilotagem e preparatórios para oficiais de Marinha, ministrados pela Academia Real da Marinha e Comércio e pela Academia Politécnica, instituições que antecederam a Universidade do Porto. Alguns dos testemunhos da existência e funcionamento desta Aula e dos cursos subsequentes foram reunidos na exposição 250 Anos da criação da Aula Náutica do Porto, patente ao público em duas salas do edifício histórico da Universidade entre 19 de abril e 30 de julho de 2012, concebida e organizada pelo então Museu de Ciência da Faculdade de Ciências (1996-2015).
Nesta edição, profusamente ilustrada, apresentam-se os resultados da investigação então conduzida para fundamentar os conteúdos da exposição, ela própria uma oportunidade para a Universidade do Porto mostrar à comunidade algumas peças do seu acervo histórico que haviam sido recentemente restauradas e que nos remetem para as suas raízes: a coleção de cartas náuticas e os dois imponentes globos oitocentistas.

Autor(es):