Voltar a Artigos

Rastreio da COVID-19 na Universidade do Porto

Seguindo as recomendações do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a Universidade do Porto vai implementar a partir de 12 de abril, um programa de rastreio da COVID-19 entre estudantes e trabalhadores da instituição, antecipando assim o regresso à atividade presencial definido para 19 de abril.

Ao longo dos próximos dias, todos os membros da comunidade académica receberão na caixa de correio institucional um email com informações sobre o de agendamento do teste de diagnóstico num dos 10 centros de testagem que a Universidade do Porto vai instalar nos diferentes polos da instituição, com o apoio das escolas das Ciências da Saúde, do Instituto de Saúde Pública da U.Porto e da Cruz Vermelha Portuguesa.

A realização do teste é voluntária, mas apenas poderá ser efetuado no local que lhe for designado e mediante inscrição prévia através do link que lhe será fornecido por email.

O rastreio da comunidade académica da U.Porto será executado através da realização de testes rápidos de antigénio (TRAg) para o SARS-CoV-2, em amostras da nasofaringe obtidas com recurso a zaragatoa. Os resultados serão enviados por email cerca de 30 minutos após a realização do teste.

Recordamos que, salvo algum recuo no plano de desconfinamento traçado pelo Governo Português, as atividades presenciais do Ensino Superior irão recomeçar no próximo dia 19 de abril. As indicações sobre o retorno à atividade na Universidade do Porto serão definidas e anunciadas por cada Unidade Orgânica, estando previsto nesta primeira fase o regresso ao sistema misto de aulas presenciais e ensino a distância, de forma a diminuir a concentração de pessoas no interior das instalações.

Partilhar

Voltar a Artigos