Voltar a Artigos

Novas medidas do Estado de Emergência a 22 de janeiro

Na sequência das recomendações hoje emitidas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que orienta a aplicação das medidas extraordinárias do Estado de Emergência às instituições de Ensino Superior, a Universidade do Porto irá adotar imediatamente as seguintes ações:

– assegurar a realização, em condições de segurança, de todos os exames presenciais considerados imprescindíveis, tendo em conta que na maioria das faculdades a primeira época de exames ficará concluída já no sábado, dia 23 de janeiro;

permitir a recalendarização dos exames que não forem realizados para data em que seja possível a sua realização de forma presencial ou a distância, de acordo com as determinações de cada faculdade;

recomendar a antecipação do calendário académico do segundo semestre de forma a permitir o arranque das atividades letivas assim que for possível a cada faculdade;

iniciar as atividades letivas do segundo semestre letivo exclusivamente em modo de ensino a distância, até data a determinar (excecionam-se a realização de estágios, do ensino clínico e de atividades de investigação, que poderão manter-se em regime presencial);

assegurar o funcionamento de bibliotecas, residências e cantinas universitárias, de forma a garantir o apoio indispensável aos estudantes e trabalhadores da Universidade do Porto;

manter disponíveis os serviços de atendimento ao público presencial, desde que realizados sob marcação prévia, tal como definido por lei.

Embora esteja em vigor em Portugal o dever geral de recolhimento domiciliário, incluindo a proibição de circulação entre concelhos durante o fim-de-semana, os estudantes e trabalhadores universitários estão, por lei, excecionados desta obrigação quando se encontrem em deslocações entre o domicílio e o estabelecimento de ensino.

No entanto, apelamos a todos os membros da comunidade académica que, sempre que possível, se mantenham em casa e, em caso de suspeitas ou de sintomas, contacte imediatamente a linha SNS24 (808 24 24 24).

Lembre-se que a segurança de todos é responsabilidade de cada um.

Partilhar

Voltar a Artigos